quarta-feira, 3 de abril de 2013

Lua... Solitária girando em torno da Terra

Traços de uma civilização

Informações sobre a Lua, nosso satélite que é solo fértil com vestígios de que não é um local como imaginamos, gelado, silencioso e sem ninguém por lá...

São Jorge e sua espada matando o dragão, já era a muito...

Acesse o link a seguir e faça uma viagem...


http://universo-realidadeextrema.blogspot.com.br/2013/04/os-tracos-de-uma-civilizacao-parte-5.html

-----

Parece que teremos a passagem de alguns objetos próximos da terra nesses dias. 

Repassando uma informação que está circulando pela internet.


REZEM: 4 ASTEROIDES VÃO PASSAR RASPANDO 
A TERRA NO MESMO DIA EM ABRIL

NASA

Um incomum 'bombardeio' cósmico é esperado para a Terra em abril, quando possivelmente até quatro asteroides vão passar de raspão a terra" no mesmo dia, disseram os especialistas da NASA, e que, por enquanto, isso representa uma " real " ameaça.
Dos quatro asteróides avistados perto da terra, o maior é o Vishnu 4034, com 800 metros de diâmetro.
Para referência, o meteorito de Tunguska http://actualidad.rt.com/ciencias/view/86664-meteorito-borodino-sijote-alin-tunguska , que destruiu centenas de quilômetros de taiga siberiana ao impactar a região, em 1908, tinha um diâmetro de menos de 100 metros, de acordo com especialistas.


NASA
Os astrônomos esperam que a Vishnu 4034, descoberto em 1986, passe a quase 23 milhões de quilômetros da superfície da Terra. No entanto, o mais próximo dos quatro, o AT-89, que foi descoberto há apenas duas semanas, vai passar a mais de cinco milhões de quilômetros.
Dos outros dois meteoritos não vazaram informações.


"Várias centenas de asteroides passam muito perto da Terra a cada ano", explicaram os especialistas da NASA, mas o que é raro é ver muitos voando sobre a Terra no mesmo dia, e trajetória disseram eles.
Enquanto a trajetória de alguns corpos cósmicos podem ser previstas com antecedência, outros já não, como foi com o meteorito de Chelyabinsk, não se detectam até que eles entrem na atmosfera, fazendo com que o planeta se torne potencialmente vulnerável a impactos milhões de vezes mais poderosos do que as piores explosões nucleares http://translate.google.com/translate?depth=1&hl=pt-BR&ie=UTF8&prev=_t&rurl=translate.google.com.br&sl=es&tl=pt&u=http://actualidad.rt.com/ciencias/view/86755-meteorito-rusia-urales-30-potente-bomba-atomica-hiroshima .


Por outro lado, empresas como a americana Astrorank dedicada a estudar a composição de asteroides, apresentam um cenário com um ponto de vista muito mais optimista: Vishnu 4034, que consiste em grande parte de níquel, platina e ferro, tem um valor aproximado, por esta empresa em cerca de 40 bilhões de dólares.




Nota:


Mas como disse o Sr. Bolden da NASA, "rezem para que eles não venham para a terra de fato", se um só cair por aqui, o estrago vai ser grande.

Por outro lado, não demora muito ,e eles vão começar a "laçar" asteróides no espaço, (Se é que já não estejam fazendo isso).Ricos em metais nobres como níquel, platina, e outros, os astérioides parece que estão se tornando o "tesouro dos céus" de alguns.